Manchester Queer Life: respeito, aceitação e diversão para LGBTs

manchester.jpg

Gay Village é o lugar LGBT em Manchester. Bares, restaurantes  em um ambiente de respeito à diversidade.

Londres é mundialmente conhecida pela sua intensa cena LGBT, mas não muito longe dali está Manchester, uma cidade com uma vida tão ou até mais plural do que a da capital do Reino Unido. Em uma área não por acaso conhecida como Gay Village  fica a maioria  dos bares, restaurantes e espaços culturais voltados a este público É também a região onde grande parte das pessoas LGBTs escolhem para viver.


 

O paulista Estevão Castiglioni está na terra da rainha desde 2011 é um admirador da  queer life em Manchester. "Uma coisa que eu percebi é que a gente encontra transgêneros com uma maior frequência do que em bares e baladas de Londres.  Achei o máximo", contou.

 

A série original britânica Queer As Folk foi ambientada no Gay Village. Posteriormente, a produção ganhou uma versão norte-americana, sucesso em todo o mundo. 

 

manchester2.jpg

Manchester tem uma cena drag fantástica. Foto: Bar Pop/ Divulgação

Uma das ruas mais conhecidas do Gay Village é a Canal Street.  A música pop domina a cena local, "Desde o pop mais atual da Dua Lipa e do Calvin Harris, passando por Lady Gaga, Madonna até chegar aos anos 90 e 80 com Britney Spears e Cher", disse o paulista. 

 

Entre as festas de Manchester, ele destaca a G.A.Y, Bar Pop, e a Via. "Na G.A.Y, o público é bem parecido com a da versão da festa de Londres, uma galera mais jovem se você compara com o público do Via ou do Bar Pop. Nesses dois bares, as faixas etárias se misturam. E além do pop internacional, há muita Britpop. Oasis, Blur e Radiohead são bandas que sempre vão ter músicas rolando nessas baladas", disse Estevão.

 

Uma das grandes atrações de Manchester é, sem dúvida, o Pride Week Festival que acontece sempre na última semana de agosto. "Muitas ruas são fechadas para a parada, há muitos shows na redondeza da Canal Street. A maior atração do festival esse ano foi a Rita Ora que cantou os maiores e sucessos e levou a galera à loucura", recordou Estevão com alegria. 


Morador de Londres, ele resumiu em poucas palavras o motivo de sempre  ir a Manchester.

“A vida noturna é ótima. Os pontos turísticos da cidade ficam bem próximos uns aos outros. Há um clima de liberdade. Todo mundo à vontade pra se vestir como quiser e mostrar afeto pelo parceiro ou parceira a qualquer momento. As cidades grandes no Reino Unido são bem abertas às diferenças". 

 

 

 

Vídeo: Rita Ora no Manchester Pride

Se estiver vendo no celular, deslize os dedos para melhor visualização