Foto de homem trans na praia com família viraliza; conheça quem é ele

42058988_305893710196630_1348879859933249536_n.jpg

Uma fotomontagem publicada pelo massoterapeuta Gabriel Santos provocou rebuliço nas redes sociais este final de semana.  O rapaz postou em seu perfil no Facebook as imagens da mãe reunida com ele e as irmãs, hoje e há dezoito anos, na praia . Duas coisas chamaram muito a atenção dos que viram a publicação. Uma: como o tempo pouco passou para a matriarca da família. É praticamente o mesmo rosto nas foto do antes e depois. A outra: não havia mais a imagem feminina em uma das crianças. Sim,  a última criança à direita na foto é Gabriel, um homem trans.

 

Moradores de Belo Horizonte, eles ficaram impressionados com a repercussão da foto, como conta Gabriel em entrevista à Rio Gay Life, "Eu confesso que estou bem perplexo com tudo isso. Muita gente falando, críticas negativas e positivas. Mas fico feliz, pois as pessoas puderam ver um pouquinho da minha felicidade e da minha família também. Somos uma família normal como qualquer outra".

 

Ele tinha apenas 8 quando a foto foi tirada.  Curiosamente, a mãe do massoterapueta tinha, na primeira foto, a mesma idade que ele tem hoje: 26. "Minha mãe sempre viveu pra casa, para os filhos e para o marido. Nunca teve muita emoção na vida. Ela adorou os comentários. Essa foto, os elogios, trouxe uma alegria pra ela", contou Gabriel.

41936483_543877046034261_1309476897951842304_n.jpg

E por falar em boa forma física,  Gabriel recebeu centenas de elogios. Ele se divertiu e agradeceu às mensagens, mas para desespero de todas, todos e todes, o rapaz avisa que é comprometido. "Eu fiquei feliz com os comentários, elogios são sempre bons. Mas eu namoro, então tenho que segurar a onda", contou aos risos. "Ela fica com ciúmes, mas sabe que é normal a repercussão", completou.

 

Para o trabalho de hipertrofia muscular, ele passa cerca de duas horas por dia na academia. "É algo que eu amo muito. Me faz muito bem".

41876618_537216596734318_7065706335655952384_n.jpg

Uma outra curiosidade dos que viram a fotomontagem é saber se a família não tinha retornado à praia desde a primeira foto. Gabriel esclareceu que sim. "Nós somos uma família bem simples. de classe média baixa", explicou.

 

Cirurgias na Venezuela

 

A adequação do corpo à identidade de gênero começou há cinco anos, quando se entendeu definitivamente como um homem trans. O massoterapeuta conta que encontrou na família o respeito as suas decisões. 

 

"Minha família sempre me apoiou em todas as minhas escolhas. Apesar de não entenderem no início o que eu estava prestes a fazer, eles só respeitaram e apoiaram. Depois as coisas fluíram naturalmente. Elas puderam acompanhar as mudanças de forma gradativa e isso foi bom para assimilar e e se acostumarem.

 

As cirurgias de retirada de útero, ovários e mamas foram realizadas na Venezuela. A escolha pelo país vizinho se deu pela reconhecida qualidade da medicina venezuelana no atendimento às pessoas trans e no custo muito mais baixo na comparação com o Brasil.

 

"Eu paguei US$ 1500,  ou seja R$ 5.200, pra fazer todas as cirurgias lá. Se fosse aqui no Brasil, não ficaria por menos de R$ 30 mil. Fui sozinho e a equipe médica cuidou de mim como um filho". 

 

E a exposição nada alterou a rotina de Gabriel, que trabalha como massoterapeuta em consultório e em domicílio. "Massoterapia é a profissão que eu escolhi seguir para o resto da vida", resumiu.

Veja abaixo mais fotos de Gabriel, que também ataca de modelo nas redes sociais. Fotos: Acervo Pessoal / Facebook

41930111_304309493704094_915954105753534464_n.jpg
fio-cinza.jpg