Escócia lança campanha intimando preconceituosos a mudarem postura

“Caros homofóbicos, temos uma fobia do seu comportamento", diz o anúncio do governo escocês

Escócia.jpg

Em uma ação inovadora, a Escócia, país da Grã-Bretanha, lança na próxima quarta-feira uma campanha publicitária para minimizar os riscos de crimes de racismo, transfobia e homofobia no país. Os anúncios foram produzidos com a participação da polícia local.


A campanha será lançada oficialmente na próxima quarta-feira (26), mas algumas imagens surgiram já nesta terça nas redes sociais. As peças publictárias falam diretamente a racistas, homofóbicos e transfóbicos cobrando uma mundaça de atitude e alertando das severas consequências da reincidência na prática de violência contra as minorias.  Os anúncios fazem parte da campanha One Scotland (Uma Escócia), um projeto que busca reduzir o risco de crimes de ódio. Em forma de carta, desafiam pessoas preconceituosas a mudarem seu comportamento.

Uma das peças publictárias fala direto com quem ataca travestis, mulheres e homens transexuais: “Caros transfóbicos, você acha que é certo incomodar as pessoas nas ruas? Acha certo empurrar pessoas transgênero em clubes? Acha certo humilhar, intimidar e ameaçá-los on-line? Bem, nós não. É por isso que, se vemos você fazendo mal, vamos denunciar você. Acreditamos que as pessoas deveriam ser autorizadas a serem elas mesmas. Exceto se eles estão espalhando ódio".

 

Outro anúncio diz: “Caros homofóbicos, temos uma fobia do seu comportamento. “Se você atormentar as pessoas por ser contra quem elas amam, gritar palavras impublicáveis, ou usar a violência por não gostar de quem está de mãos dadas, você deve ficar preocupado. Se vemos ou ouvimos seu abuso, vamos chamar a polícia. Isso é porque o amor vive neste país, não o ódio".

 

Consulado britânico vai em bloco para a Parada de Copacabana

 

Integrantes do Consulado Britânico no Brasil vão se manifestar contra o preconceito e a favor do amor na próxima Parada do Orgulho LGBT que acontece neste domingo (30) em Copacabana. Eles desfilarão em bloco  em apoio ao orgulho de ser LGBTI.