Com pedido de voto consciente, Parada leva multidão a Copacabana

trans_agenciabrasil.jpg

Pessoas trans arrasaram em desfile de moda na 23ª Parada do Orgulho LGBTI do Rio de Janeiro. Foto: Agência Brasil.

A orla de Copacabana foi tomada neste domingo (30) por uma multidão que celebrou a diversidade na 23ª Parada do Orgulho LGBTI do Rio de Janeiro. A festa contou com a presença de artistas e manifestações políticas contra a candidatura de Jair Bolsonaro e as posições reacionárias que ele defende. O tema da marcha foi “Vote em ideias, não em pessoas. Vote em quem tem compromisso com as causas LGBTI”.

"Esse ano o tema o tema da Parada é muito potente. Nós estamos à beira do precipício, em um momento de uma onda conservadora. Temos que frear essa onda que é periogsa, para mulheres, LGBTs, pessas negras. Alguém que diga que o erro da Ditadura foi torturar e não matar, que diga que a pessoa só é gay, só é lésbica, só é trans por falta de coça, é algo gravíssimo", disse Claudio Nascimento, fundador do Grupo Arco-Íris, ONG que organiza a manifestação.

A festa contou com a presença de estrelas da cena LGBTI como Pepita e Gloria Groove (veja os vídeos). Gretchen levou o filho Thammy Miranda para a apresentação em um dos trios do evento. A multidão botou a raba pra balançar quando o tamborzão tocou para a chegada de MC Pocahontas. A funkeira puxou o coro de Ele Não acompanhada pela multidão de fãs que cantaram alto seus sucessos.

Um desfile de moda com pessoas trans chamou a atenção do público. O trio dedicado à transexualidade tinha a imagem de João W. Nery, um dos maiores ativistas da causa  no Brasil. Em uma publicação comovente nas redes socias no último mês, em um tom de despedida, ele anunciou que o câncer que o acometeu atingiu o cérebro. 

 

Como manda a tradição desde a primeira Parada de Copacabana, o desfile dos trios começou com o Hino Nacional cantado pela divina diva, Jane Di Castro.

drag_agenciabrasil.jpg

 

 

Gloria Groove surpreende fãs 

 

Uma das maiores estrelas da cena LGBTI do momento, Glória Groove surpreendeu os fãs ao começar a apresentação em uma plataforma que a deixou a poucos metros do público (veja o vídeo abaixo). A estrela deu um show mostrando porque é a drag com a mais bela voz do Brasil.

 

No mesmo trio, a dona da internet Gretchen cantou seus clássicos Conga la Conga e Melô do Piripipi. Ela foi acompanhada do filho Thammy. Já o casal formado pela atriz Nanda Costa e a percussionista Lan Lan pulou muito ao longo de todo o desfile na orla da Zona Sul carioca. 

 

No trio principal, Pepita recebeu o carinho do público e cantou o novo sucesso, Chama a Beleza (veja o vídeo no fim do texto). Ela também puxou o coro de Ele Não com o público, que foi ao chão com o hit Chifrudo gravado com Lia Clark."Eu já estou dedidida. Ele não. Se você não está, bota a mão na consciência", disse a grandona em entrevista à Rio Gay Life.

 

Britânicos desfilaram na Parada de Copacabana

 

Um grupo formado por integrantes do consulado britânico, amigos e convidados desfilou na Parada LGBT para demonstrar apoio à diversidade e o repúdio ao preconceito. O cônsul britânico Simon Wood destacou a relevância do evento para a conquista de direitos da população LGBTI. "Estar na Parada é respeitar as pessoas que lutam por um país melhor, com mais respeito e amor entre as pessoas sejam elas gays, hétero, bissexuais ou transexuais. A Grã-Bretanha acolhe a diversidade e estar aqui é estar de acordo com o que nós britânicos queremos para o mundo: amor".

 

 

 

FRAME_03.jpg

Grupo do Consulado Britânico empolgado pra desfilar na Parada LGBTI do Rio

Vídeo: Gloria Groove arrasa na Parada de Copacabana

*Se estiver no celular, deslize os dedos para melhor visualizar a reprodução